Percepção Social sobre a Covid-19 no ABC

29/mar/2021

Buscando atender nossa missão de revelar a opinião dos moradores da região do ABC sobre os temas locais e nacionais mais relevantes, apresentamos a pesquisa de Percepção Social sobre a Covid-19 no ABC.

Devido a necessidade de manter o distanciamento social e evitar expor nossos entrevistadores e entrevistados nesse momento crítico da pandemia no país, nós do ABC Dados tomamos a iniciativa de realizar esse levantamento usando o método de abordagem online.

Esse recurso já vem sendo utilizado no Brasil e em outros países com ótimo aproveitamento. Pesquisas eleitorais realizadas na eleição norte-americana de 2020 usando esse método foram as que mais se aproximaram do resultado.

Como em qualquer levantamento por amostragem, esse método lança mão de técnicas de ponderação estatística para tornar a amostra alcançada mais representativa possível do universo de onde foi extraída. Nesse levantamento, as variáveis ponderadas foram gênero, idade, escolaridade e localização (cidades).

 

Maioria dos moradores do ABC apóia um lockdown em suas cidades

Quando perguntados se apoiam um “lockdown”, um fechamento temporário de todas as atividades não essenciais para evitar o colapso do sistema de Saúde, a maioria dos moradores do ABC se diz favorável.

73% concordam que deve ser decretado um “lockdown” em sua cidade, 25% não concordam e 2% não souberam responder. A concordância é maior em Santo André (81%) e menor em Diadema (51%). O apoio também é maior entre as mulheres do que entre os homens (79% x 66%) e entre os mais jovens em relação aos mais velhos.

Maioria acredita que a pandemia está fora de controle no país e em sua cidade

No país Na cidade
Está fora de controle 81% 70%
Em parte controlada 11% 23%
Está totalmente controlada 6% 4%
Não sabe 2% 4%
Total 100% 100%

Sobre o controle da pandemia, a grande maioria acredita que a situação está fora de controle no país (81%). Apenas 17% acredita que a situação está totalmente ou em parte controlada.

Perguntados sobre o controle da pandemia em sua cidade, a maioria também percebe descontrole. 70% diz que a pandemia está totalmente descontrolada em sua cidade e 27% acredita que a situação está totalmente ou em parte controlada. Ribeirão Pires e Mauá são as cidades onde a percepção de descontrole é acima da média, mais de 80%. Diadema é a cidade onde a percepção de que a pandemia está totalmente ou em parte controlada é acima da média, 43%. Ainda assim, a maioria (57%) também sente que a situação está fora de controle.

Desempenho dos prefeitos da região no enfrentamento da pandemia é melhor avaliado que do governador e do presidente

Presidente Governador Prefeitos
Ótimo 13% 4% 12%
Bom 10% 15% 26%
Regular 5% 33% 30%
Ruim 9% 16% 17%
Péssimo 62% 29% 13%
Não sabe 2% 2% 2%
Total 100% 100% 100%

A avaliação positiva (ótimo + bom) dos prefeitos do ABC em relação ao enfrentamento da pandemia é de 38%. 30% avaliam como regular e 30% avaliam negativamente (ruim + péssimo).

O governador João Doria é avaliado positivamente por 19%, como regular por 33% e negativamente por 45%.

O presidente Bolsonaro é avaliado negativamente pela grande maioria. 71% avaliam o desempenho do presidente em relação ao enfrentamento da pandemia como ruim ou péssimo. 5% avaliam como regular e 23% avaliam positivamente (ótimo + bom).

A maioria dos moradores pretende se vacinar contra a Covid-19 e acredita que a vacina deveria ser obrigatória

90% dos moradores da região pretende se vacinar e 60% acredita que a vacina deveria ser obrigatória.

 

DADOS DA PESQUISA

Nome da pesquisa
Percepção Social sobre a Covid-19 no ABC

Método
Pesquisa quantitativa com entrevistas pessoais aplicadas a partir de questionário estruturado em meio online com convites distribuídos aleatoriamente.
A amostra é representativa da população adulta das cidades que compõem a região do ABC.

Margem de erro
3 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no
total da amostra.

Tema
Opinião Pública

Período
18 a 20 de março de 2021

Local
Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão
Pires, Rio Grande da Serra.

Amostra
1010 pessoas, moradores da região, com 18 anos ou mais.

 Pesquisa Covid-19 no ABC